Edicões Gambiarra Profana/Folha Cultural Pataxó

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

VENTOS NA PRIMAVERA



Olhei através
Da cerca de arame
E vi que no seu quintal
Brilha o sol
Que brilha no meu quintal

Um sol de igualdade
Apesar dos ventos
Apesar da sorte
Em saber amar
Através do olhar

Espero colher frutas
E repartir
Sentir as flores
E sorrir
No meu lado da terra

Espero colher na primavera
A semente que plantei
Através do olhar no arame
E sentir que o sol é o mesmo
Se o inverno passar 

Arnoldo Pimentel
Quer uma dica de boa leitura poética?
Visite e siga o blog do Fabiano Soares da Silva
http://fabianopoe.blogspot.com

Um comentário:

  1. Lindo poema.
    feliz Natal, Arnoldo e novo ano cheio de alegrias.
    beijinho.

    ResponderExcluir